Tillich e a “Introdução” de sua “Teologia Sistemática”.

Por: Carlos Eduardo Bernardo.

A teologia, como função da igreja cristã, deve servir às necessidades da igreja. Um sistema teológico deve satisfazer duas necessidades básicas: a afirmação da verdade da mensagem cristã e a interpretação desta verdade para cada nova geração. (TILLICH, 1987, p.13)

É muito importante destacar estas palavras introdutórias do Dr. Tillich à sua “Teologia Sistemática”, pois sua afirmação inicial já estabelece um princípio diretivo para toda a reflexão ulterior. Não é com qualquer teologia que Tillich

Sexta edição, em língua portuguesa, da obra magistral de Paul Tillich, Teologia Sistemática. Fonte da Imagem: www.erdos.com.br

Sexta edição, em língua portuguesa, da obra magistral de Paul Tillich, Teologia Sistemática. Fonte da Imagem: http://www.erdos.com.br

pretende se ocupar, mas com a teologia enquanto “função da igreja cristã”, posto isto, está justificada a sua afirmação quanto à “servilidade” da teologia em relação às necessidades da igreja.

Desdobrando esta afirmação é possível compreender que para Tillich a teologia, no sentido em que aqui se sustenta, tem sua razão de ser e seu significado, quando sua origem e seu exercício se encontram na reflexão cotidiana da igreja e em sua atividade ministerial. Portanto, é natural que o autor, com este princípio em mente, tenha escrito sua obra mor, aspirando que esta fosse útil à Igreja dentro de sua esfera existencial, e, não se constituindo em mais um compêndio frio para consultas esporádicas.

Também é provável que Tillich tenha vislumbrado certa defecção na vivência eclesial, caracterizada pela existência de “instituições” voltadas à formação especificamente teológica; não significa isto que ele fosse contrário à existência destas instituições, mas ele se opunha à sua sobrevalorização. Ele se colocava contra a atitude destas instituições e de seus representantes que pretendiam “ditar regras” à igreja e exigiam que ela apenas se dignasse em obedecer. Para Tillich a teologia e os teólogos devem reportar-se à Igreja, reconhecendo sua obediência a esta que é […] coluna e baluarte da verdade[1]; a igreja tem existido autonomamente em relação a essas instituições, mas estas são contingentes à existência da Igreja.

É necessário o reconhecimento do que foi dito acima, cabe aos teólogos validar tanto na teoria, quanto na práxis, o seguinte princípio: servir às necessidades da igreja deve ser o objetivo da teologia.

Mas, a partir deste ponto, Tillich aprofunda esta proposição e a amplia. A igreja padece de inúmeras necessidades, quais delas podem ser supridas pela teologia?

Tillich aponta duas[2] necessidades consideradas fundamentais: 1ª) a afirmação da verdade da mensagem cristã. 2ª) a interpretação dessa verdade para cada nova geração.


[1][1] I Tm. 3,15

[2] Infelizmente na edição em língua portuguesa, que tenho em mãos, há u m erro tipográfico que faz Tillich dizer “suas necessidades […]”, onde no original se lê “two basics needs: […]”, portanto “duas necessidades […]” conforme traduzimos acima. Vide: http://books.google.com.br/books?id=WIyz0mYxAwkC&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_book_other_versions#v=onepage&q&f=false

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s