Conto – A prisão dos conceitos – Beleza e Feiúra

Sidarta tinha um discípulo leigo, um guerreiro chamado Manjushri, conhecido como alguém muito esperto que pregava peças. Entre os alunos queridos de Manjushri estava um monge muito diligente e respeitado, bem conhecido por sua “meditação da feiúra”, método prescrito — entre muitos outros — para aqueles que são guiados pelo desejo, que têm muita paixão. Isso envolve imaginar todos os seres humanos como sendo feitos de veias, cartilagem, intestinos e tal.

Manjushri decidiu testar o diligente monge usando seus poderes sobrenaturais. Ele se transformou em uma bela ninfa e apareceu para seduzí-lo.

Por algum tempo, o bom monge permaneceu incorruptível, sem mover nem um músculo. Mas Manjushri provou ser esmagadoramente sedutor, e o monge começou a cair no feitiço. Ele estava surpreso porque, durante muitos anos de meditação, resistiu com sucesso às mulheres mais bonitas de sua terra.

Chocado e desapontado consigo, o monge fugiu. Mas a ninfa o perseguiu, até que o exausto monge caiu no chão.

Assim que a mulher sedutora ia chegando, ele pensou: “É isso, essa bela garota agora vai me abraçar”. Fechou os olhos com força e esperou, mas nada aconteceu. Quando finalmente abriu os olhos, a ninfa havia se desfeito em pedaços e Manjushri apareceu, dando risada.

“Pensar que alguém é bonito é um conceito”, ele disse. “Se apegar a esse conceito te confina, te amarra em um nó e te aprisiona. Mas pensar que alguém é feio, isso também é um conceito, e isso também vai te amarrar”.

Dzongsar Khyentse Rinpoche (1961 ~)
“What Makes You Not a Buddhist”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s