Anaxágoras

Anaxágoras 01

Se Empédocles assegurou sua imortalidade em razão de ter sido um precursor de Darwin, seu contemporâneo Anaxágoras á algumas vezes considerado um ancestral intelectual da atualmente popular cosmologia do big bang. Anaxágoras nasceu por volta de 500 a. C. Em Clazômenas, próxima de Izmir, e possivelmente foi um discípulo de Anaxímenes. Ao término das guerras entre Pérsia e Grécia, ele foi para Atenas e tornou-se um cliente do governante Péricles. Ele se situa assim à frente da distinta série de filósofos que Atenas gerou ou recebeu. Quando Péricles caiu em desgraça, também Anaxágoras tornou-se algo do ataque popular. Ele foi processado por traição e impiedade e fugiu para Lâmpsaco, no Helesponto, onde viveu em honrado exílio até sua morte em 428 a. C.

Eis aqui sua explicação para o princípio do universo: “Todas as coisas as coisas estavam juntas, infinitas em quantidade e infinitas em pequenez; pois o pequeno era também infinito. E, estando todas as coisas juntas, nenhuma era reconhecível por sua pequenez. Tudo se situava entre ar e éter, ambos infinitos” (KRS 467). Esta rocha primeva começou a girar, expulsando o éter e o ar circundantes e a partir deles formando as estrelas, o sol e a lua. A rotação resultou na separação do denso do raro, do calor do frio, do seco do molhado e do claro do escuro. Mas a separação nunca se completou, e até hoje permanece em toda coisa singular uma porção de tudo o mais. Há um pouco de brancura naquilo que é preto, um pouco de frio no que é quente, e assim por diante: as coisas são nomeadas a partir do item que nelas é dominante (Aristóteles, Fis. 1, 4, 187a 23). Isto é particularmente óbvio no caso do sêmen, que deve conter cabelos e carne, e mais, muito mais. Mas isto deve também ser verdadeiro quando ao alimento que comemos (KRS 483-4, 496). Nesse sentido, da mesma forma que as coisas eram no princípio, ela o são agora todas juntas.

A expansão do universo, Anaxágoras confirmava, continua no presente e irá continuar no futuro (KRS 476). Talvez ela já tenha mesmo gerado outros mundos alem do nosso. Como um resultado da presença de tudo em tudo, ele diz,

Foram formados os homens e os outro animais possuidores de alma. E os homens possuem propriedades e habitam cidades, assim como nós, e possuem um sol e uma lua e todo o resto, assim como nós. A terra produz coisas de todo tipo para eles, para que a cultivem e armazenem e armazenem, assim como o faz para nós. E tudo isso o disse sobre o processo da separação, porque ele não teria acontecido somente aqui, entre nós, mas em toda parte também (KRS 498).

Anaxágoras tem assim o direito de ter sido o originador da idéia, mais tarde proposta por Giordano Bruno, e hoje popular novamente em alguns lugares, de que nosso cosmos é apenas um de muitos que poderiam, como o nosso, ser habitados por criaturas inteligentes.

O movimento que põe em curso o desenvolvimento do universo é, de acordo com Anaxágoras, o trabalho da Mente, inteligência, espírito, o nous. “Todas as coisas estavam juntas; então veio a Mente e lhes deu ordem” (DL 2,6). A Mente é infinita e separada,  e não tem a parte na composição geral dos elementos; se o tivesse, seria arrastada pelo processo evolucionário e não poderia controlá-lo. Este ensinamento, localizando firmemente a Mente no controle da matéria, de tal modo chocou seus contemporâneos que eles apelidaram Anaxágoras “Mente”. É no entanto difícil atinar exatamente o que sua doutrina, embora tenha impressionado enormemente tanto a Platão como a Aristóteles, signifique de fato na prática.

No diálogo Fédon, de Platão, Sócrates, em seus últimos dias na prisão, expressa sua desilusão gradual com as explicações mecanicistas da ciência da natureza encontradas nos primeiros filósofos. Ele teria ficado satisfeito, afirma, ao ouvir que Anaxágoras havia explicado tudo a partir do nous, ou mente; mas ficara desapontado pela total ausência de referência, no trabalho deste, ao valor.  Anaxágoras seria como alguém que dissesse que todas as ações de Sócrates eram realizadas por sua inteligência, e em seguida explicasse o motivo de ele estar sentado aqui na prisão discursando sobre a continuação de seu corpo por ossos e tendões, e pela natureza e pelas propriedades dessas partes, sem mencionar que ele havia julgado ser melhor sentar aqui em obediência à sentença da corte de Atenas. A explicação teleológica era mais profunda que a explicação mecanicista. “Se alguém desejasse descobrir a razão por que cada coisa vem a ser, ou perece ou existe, eis aqui o que iria encontrar sobre o assunto: como seria melhor para ela ser, padecer ou realizar o que disse?” (Féd. 97d).

Anaxágoras fala de sua Mente de maneira apropriada à divindade, e isso pode tê-lo exposto à acusação, pelas cortes atenienses, da introdução de falsos deuses. Mas na verdade a acusação de impiedade parece ter se apoiado em suas especulações científicas. O Sol ele disse, era uma massa incandescente de metal, pouco maior que o Peloponeso. Julgou-se isso incompatível como a apropriada veneração ao Sol como divino. No exílio em Lâmpsaco, Anaxágoras legou seu último benefício à humanidade: a invenção das férias escolares. Indagando pelas autoridades da cidade sobre como poderiam homenageá-lo, ele lhes disse que as crianças deveriam ficar desobrigadas de ir à escola no mês de sua morte. Antes disso ele já havia granjeado a gratidão dos estudantes de ciência por ter sido o primeiro escritor a incluir diagramas em seu texto.

KENNY, Anthony. Uma Nova História da Filosofia Ocidental. Volume I. Filosofia Antiga. Edições Loyola. PP. 50-52

Um comentário em “Anaxágoras

  1. mel santos. disse:

    essa informacao e muito boa.mais ainda nao e o que estou procurando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s