Kierkegaard e o Desespero

Kierkegaard IMG 06

Desespero.

A discordância das relações que se relacionam consigo é a causa do desespero, mesmo que seja inconsciente. Mas não uma simples discordância, pois, uma vez que orientada sobre si própria, a relação é estabelecida por Outrem, o Inteiramente Outro ao qual nos relacionamos; de tal modo que a discordância, existindo em si, se reflete além disso até o infinito na sua relação com seu autor.

Sendo, desta maneira, qualquer discordância na existência, uma forma de desespero. Ou seja, o desespero é “a doença e não o remédio. É essa sua dialética. Tal como na terminologia cristã, a morte exprime miséria espiritual, se bem que o remédio seja precisamente morrer, morrer para o mundo(…) E essa miséria é a doença mortal”[1].

Mas o desespero, na filosofia kierkegaardiana, tem um papel muito importante e necessário para a sua própria cura, esta discordância na existência. Pois “aquele que reconhece o fato de estar no desespero já conseguiu dar um passo para a cura, e encontra-se numa situação superior à daquele que nem sequer tem consciência de estar em desespero”. A própria consciência de si se torna o primeiro passo para remediar esta doença que é o desespero. E este passo o Esteta A em “O Diário do Sedutor” não deu.

O ser desesperado , para se curar, deve seguir

a figura do homem posto novamente de pé, despertado do sono dos mortos, é, desde o começo da doença mortal, Lázaro ao qual Cristo, “a ressurreição e a vida” (cf. Jô 11,25), ordena que saia do sepulcro. Para o cristianismo, que é a proclamação da vida eterna, a vida do espírito, o tumulo tem que permanecer vazio.[2]


[1] KIERKEGAARD, Soren. O desespero humano. 1973. Editora Abril. P. 332

[2] FRANCE, Farago. Compreender Kierkegaard. 2006. Editora Vozes. P. 93

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s